Archive for the ‘Distribuições GNU/Linux’ Category

h1

Debian GNU/Linux 5.0 Lançado

15 Fevereiro, 2009

Após 22 meses de constante desenvolvimento, o Projecto Debian tem o prazer de anunciar o lançamento oficial da Debian GNU/Linux versão 5.0 (nome de código “Lenny”). Debian GNU/Linux é um sistema operativo livre que suporta um total de doze arquitecturas de processador e inclui os ambientes de trabalho KDE, GNOME, Xfce e LXDE. Também fornece compatibilidade com o FHS v2.3 e software desenvolvido para a versão 3.2 do LSB.

Debian GNU/Linux corre em computadores desde ‘palmtops’ e outros sistemas de mão até supercomputadores, e em quase tudo pelo meio. É suportado um total de doze arquitecturas: Sun SPARC (sparc), HP Alpha (alpha), Motorola/IBM PowerPC (powerpc), Intel IA-32 (i386), IA-64 (ia64), HP PA-RISC (hppa), MIPS (mips, mipsel), ARM (arm, armel), IBM S/390 (s390), e AMD64 e Intel EM64T (amd64).

Debian GNU/Linux 5.0 “Lenny” adiciona suporte para a plataforma Orion da Marvell, a qual é usada em muitos dispositivos de armazenamento. Os dispositivos suportados incluem a série QNAP Turbo Station, o HP Media Vault mv2120, e Buffalo Kurobox Pro. Adicionalmente, “Lenny” suporta vários Netbooks, em particular o Eee PC da Asus. “Lenny” também contém as ferramentas de construção para Emdebian as quais permitem que pacotes fonte Debian possam ser adaptados e encolhidos para respeitarem sistemas embebidos ARM.

Debian GNU/Linux 5.0 (Lenny) inclui o novo ‘port’ ARM EABI, “Armel”. Este novo ‘port’ disponibiliza uma utilização mais eficiente para processadores ARM tanto modernos como futuros. Como resultado, o antigo ‘port’ ARM (arm) foi agora descontinuado.

Este lançamento inclui numerosos pacotes de software actualizados, como o K Desktop Environment 3.5.10 (KDE), uma versão actualizada do ambiente de trabalho GNOME 2.22.2, o ambiente de trabalho Xfce 4.4.2, LXDE 0.3.2.1, o desktop GNUstep 7.3, X.Org 7.3, OpenOffice.org 2.4.1, GIMP 2.4.7, Iceweasel 3.0.6 (uma versão sem marca do Mozilla Firefox), Icedove 2.0.0.19 (uma versão sem marca do Mozilla Thunderbird), PostgreSQL 8.3.6, MySQL 5.0.51a, GNU Compiler Collection 4.3.2, kernel Linux versão 2.6.26, Apache 2.2.9, Samba 3.2.5, Python 2.5.2 e 2.4.6, Perl 5.10.0, PHP 5.2.6, Asterisk 1.4.21.2, Emacs 22, Inkscape 0.46, Nagios 3.06, Xen Hypervisor 3.2.1 (suporte a dom0 assim como a domU), OpenJDK 6b11 e mais de 23.000 outros pacotes de software prontos a usar (construídos a partir de mais de 12.000 pacotes fonte).

Com a integração do X.Org 7.3 o servidor X auto-configura-se com a maioria do hardware. Pacotes recentemente introduzidos permitem suporte completo a sistemas de ficheiros NTFS ou ao uso ‘instantâneo’ da maioria das teclas multimédia. Suporte para ficheiros de formato Adobe® Flash® está disponível via swfdec ou plugin Gnash. Foram introduzidos melhoramentos gerais para notebooks, como o suporte ‘instantâneo’ do escalonamento da frequência da CPU. Para tempos de lazer foram adicionados vários jogos novos incluindo jogos de puzzles assim como ‘first-person shooters’. Uma alteração notável é a introdução do “goplay”, um navegador gráfico de jogos que oferece filtros, busca, capturas de écran, e descrições para jogos, na Debian.

A disponibilidade e actualizações do OpenJDK, compilador Java GNU, interpretador bytecode Java GNU, Classpath e outras versões livres da tecnologia Java da Sun, na Debian GNU/Linux 5.0 permite-nos inserir aplicações baseadas em Java no repositório principal (“main”) da Debian.

Mais melhoramentos relativos à segurança do sistema incluem a instalação de actualizações de segurança disponíveis antes do primeiro arranque pelo sistema de instalação, a redução de binários ‘setuid root’ e portos abertos na instalação standard assim como a construção de vários pacotes de segurança crítica com funções GCC Hardening. Também várias aplicações tiveram melhoramentos específicos. O PHP, por exemplo, é agora construído com a patch Suhosin hardening.

Para utilizadores não nativos da língua Inglesa, os sistemas gestores de pacotes agora suportam descrições de pacotes traduzidas os quais irão automaticamente mostrar a descrição do pacote na linguagem nativa do utilizador, caso disponível.

Debian GNU/Linux pode ser instalado de várias médias de instalação como DVDs, CDs, ‘pens’ USB e disquetes, ou a partir da rede. O GNOME é o ambiente de trabalho predefinido e está contido no primeiro CD. Outros ambientes de trabalho – KDE, Xfce ou LXDE podem ser instalados através de duas novas imagens de CD alternativas. Mais uma vez, disponível com Debian GNU/Linux 5.0 estão CDs e DVDs de multi-arquitectura suportando a instalação de múltiplas arquitecturas desde um único disco, e este lançamento adiciona discos Blu-Ray permitindo arquivos para uma arquitectura inteira serem lançados numa única média de instalação.

Adicionalmente ao meio de instalação regular, a Debian GNU/Linux pode também ser usada directamente sem instalação prévia. Estas imagens especiais são também conhecidas como imagens Live e estão disponíveis em CDs, canetas USB e diferentes formas de configurações de rede. Inicialmente, estas são apenas disponibilizadas para as arquitecturas amd64 e i386

O processo de instalação da Debian GNU/Linux 5.0 foi melhorado em muitas maneiras: entre muitos outros melhoramentos, foi restaurado o suporte para instalação a partir de mais que um CD ou DVD, o firmware necessário para alguns dispositivos pode ser carregado usando médias removíveis e é suportada a instalação através de écran Braille. O processo de arranque do instalador também recebeu muita atenção: Pode ser usado um menu gráfico para escolher ‘front-ends’ e ambientes de trabalho, e para seleccionar modos avançado (expert) e de recuperação (rescue). O sistema de instalação da Debian GNU/Linux está agora traduzido em 63 linguagens.

Debian GNU/Linux pode ser descarregado agora via bittorrent (o método recomendado), jigdo ou HTTP; veja Debian GNU/Linux on CDs para mais informação. Irá também estar brevemente disponível em DVD, CD-ROM e disco Blu-Ray de inúmeros distribuidores.

As actualizações para Debian GNU/Linux 5.0 a partir do lançamento anterior, Debian GNU/Linux 4.0 (nome de código “etch”), são automaticamente geridas pela ferramenta de gestão de pacotes aptitude para a maioria das configurações, e até a um certo ponto, também pela ferramenta de gestão de pacotes apt-get. Como sempre, os sistemas Debian GNU/Linux podem ser actualizados no local e sem problemas, sem nenhum tempo inactivo forçado, mas é fortemente recomendado que leia Notas de lançamento para possíveis problemas, e para instruções detalhadas ao instalar e actualizar. As notas de lançamento irão ser melhoradas e traduzidas em mais linguagens durante as semanas após o lançamento.
Dedicação

Debian GNU/Linux 5.0 “Lenny” é dedicado a Thiemo Seufer, um desenvolvedor Debian que faleceu em 26 de Dezembro de 2008, num trágico acidente de automóvel. O Thiemo estava envolvido em Debian de muitas maneiras. Ele manteve vários pacotes e era o principal a contribuir para os ‘ports’ Debian para a arquitectura MIPS. Era também um membro do nossa equipa de kernel, assim como membro da equipa do Instalador Debian. As suas contribuições ultrapassaram em muito o projecto Debian: Ele trabalhou também no ‘port’ MIPS do kernel Linux, na emulação ‘MIPS’ do ‘qemu’, e em demasiados projectos mais pequenos para serem referidos aqui.

O trabalho de Thiemo, o seu empenho, os seus amplos conhecimentos técnicos e a sua habilidade de os partilhar com os outros irá deixar saudades. As suas contribuições não serão esquecidas. O nível de excelência de trabalho do Thiemo serão dificeis de continuar.

Fonte: Site Oficial

rkixa

Anúncios
h1

openSUSE 11.1 Lançado

18 Dezembro, 2008

Acabou de sair hoje a nova versão do openSUSE, como ainda não tive opurtunidade de a testar vou só deixar a lista exposta no site do projecto de mudanças e novas aplicações incluidas nesta nova versão.

Principais melhorias
– Nova licença que permite a redistribuição
– Softwares de código aberto + firmware na mídia principal
– Aplicativos proprietários no CD adicional e no repositório online
– Fontes Liberation substituindo as proprietárias Agfa-fonts
– Firefox 3.0.4
– OpenOffice.org 3.0
– Gnome 2.24.1
– KDE 4.1.3 + KDE 3.5.10
– Mono 2.0.1
– openJDK como substituição ao Sun Java

Ambientes de trabalho
– KDE 3.5.10
– KDE 4.1.3
– GNOME 2.24.1
– Xfce 4.4.3
– Desktop 3D utilizando Compiz Fusion ou kwin/KDE4

Softwares de escritório
– OpenOffice.org 3.0, KOffice 1.6.3
– Beagle 0.3.8
– Tasque 0.1.7
– Banco de dados de catálogos: Tellico 1.3.4
– Gerenciamento de informações pessoais: Evolution 2.24.1.1, Kontact 4.1.3
– Wine 1.1.9

Internet e E-mail
– Voz sobre IP (VoIP): Ekiga 3.0.1, Linphone 2.1.1, Twinkle 1.3.2
– NetworkManager 0.7
– Cliente P2P: Bittorrent, Ktorrent 3.1.5 and Monsoon 0.15
– Navegador de internet: Firefox 3.0.4, Konqueror 4.1.3, SeaMonkey 1.1.13
– Email: Evolution 2.24.1.1, Kontact 4.1.3, Thunderbird 2.0.0.18
– Mensagens instantâneas: Kopete 4.1.3, Pidgin 2.5.1, Empathy 2.24.1

Gráficos
– Programa para a manipulação de imagens: GIMP 2.6.2
– Ilustração vetorial: Inkscape 0.46
– Gerenciador de fotos: F-Spot 0.5.0.3, Gwenview 1.4.2, Digikam 0.9.4

Multimídia
– Gerenciador de música: Banshee 1.4.1, Amarok 1.4.10 & 2.0
– Kaffeine 0.8.7
– PulseAudio 0.9.12
– Audacity 1.3.5
– CD/DVD burner: k3b 1.0.5
– Gnash 0.8.4
– Flash-player 10 (no CD/repositório non-oss)

Mobilidade
– NetworkManager 0.7
– Suporte a 3G e Bluetooth
– Suporte a monitor externo
– Suporte a bases de encaixe

Rede
– Samba 3.2.4
– Apache 2.2.10
– Nagios 3.0.5
– Cups 1.3.9
– OpenLDAP 2.4.12

Segurança
– Reconhecimento de impressões digitais
– Prevenção de intrusão: AppArmor 2.3
– SELinux em modo básico
– SUSE Firewall
– Anti-vírus: AntiVir, clamav 0.94.1
– Filtro de Spam: SpamAssasin 3.2.5, bogofilter 1.1.1
– novo módulo de auditoria do YaST
– Mó<

Componentes do sistema
– Linux Kernel 2.6.27.8rc1
– GCC 4.3.2
– glibc 2.9
– X.Org 7.4
– XEN 3.3.1
– KVM 78
– Virtual Box 2.0.6

Sistema Gestor de Base de Dados
– PostgreSQL 8.3.5
– MySQL 5.0.67
– Derby 10.3.1.4

Ambiente de desenvolvimento
– Mono 2.0.1
– KDevelop 3.5.3
– Eclipse 3.

Ferramentas de desenvolvimento
– gtk+ 2.14.4
– Python 2.6.0
– Ruby 1.8.7
– Perl 5.10.0
– Qt 4.4.3
– PHP 5.2.6
– openJDK 1,2b11
– Sun Java 1.6 (no CD/repositório non-oss)
– Sun Java 1.7 (icedtea) (no CD/repositório non-oss)
– Ruby on Rails 2.1

A nova versão conta ainda com mais 2 CD’s opcionais, um com idiomas extra e outro com nonOSS.

Download: openSUSE 11.1

Testem e deêm as vossas opiniões.

rkixa

h1

Elisa – Open Media Center

16 Dezembro, 2008

Entre as minhas várias navegações na Internet deparei-me com este interessante Media Center.
Nas palavras do site oficial do Elisa, este possui muitas características avançadas e tornará a experiência com o Media Center único.
Suporta desde Música, imagens, vídeos passando também pela detecção de computadores ligados a rede e pesquisa de vídeos no youtube.

Este programa é multi-plataforma, não sendo exclusivo dos sistemas GNU/Linux.

Depois desta pequena apresentação, e sem querer maçar com palavras deixo-vos alguns screens:
Screen

Screen1

Site Oficial: Elisa

Mr_Holmes

h1

Linux. O que é? – A história

15 Dezembro, 2008

http://memphyx.files.wordpress.com/2008/01/linux.jpg

Linux

    .

>> Linux é o termo geralmente usado para designar qualquer sistema operativo que utilize o núcleo Linux. Foi desenvolvido por Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix. O seu código fonte está disponível sob licença GPL para qualquer pessoa utilizar, estudar, modificar e distribuir de acordo com os termos da licença.

História

O kernel Linux foi, originalmente, escrito por Linus Torvalds do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Helsinkia, Finlândia, com a ajuda de vários programadores voluntários através da Usenet. Linus Torvalds começou o desenvolvimento do kernel como um projeto particular, inspirado pelo seu interesse no Minix, um pequeno sistema UNIX desenvolvido por Andrew S. Tanenbaum. Ele limitou-se a criar, nas suas próprias palavras, “um Minix melhor que o Minix” (“a better Minix than Minix”). E depois de algum tempo de trabalho no projecto, sozinho, enviou a seguinte mensagem para comp.os.minix:

“Você suspira pelos bons tempos do Minix-1.1, quando os homens eram homens e escreviam seus próprios “device drivers”? Você está sem um bom projecto em mãos e deseja trabalhar num S.O. que possa modificar de acordo com as suas necessidades? Acha frustrante quando tudo funciona no Minix? Chega de noite ao computador para conseguir que os programas funcionem? Então esta mensagem pode ser exactamente para você.

Como eu mencionei há um mês atrás, estou trabalhando numa versão independente de um S.O. similar ao Minix para computadores AT-386. Ele está, finalmente, próximo do estado em que poderá ser utilizado (embora possa não ser o que você espera), e eu estou disposto a disponibilizar o código-fonte para ampla distribuição. Ele está na versão 0.02… contudo eu tive sucesso ao executar bash, gcc, gnu-make, gnu-sed, compressão, etc…”

Curiosamente, o nome Linux foi criado por Ari Lemmke, administrador do site ftp.funet.fi** que deu esse nome ao diretório FTP onde o kernel Linux estava inicialmente disponível (Linus tinha-o baptizado como “Freax”, inicialmente).

No dia 5 de outubro de 1991 Linus Torvalds anunciou a primeira versão “oficial” do kernel Linux, versão 0.02. Desde então muitos programadores têm respondido ao seu chamado, e têm ajudado a fazer do Linux o sistema operacional que é hoje. No início era utilizado por programadores ou só por quem tinha conhecimentos, usavam linhas de comando. Hoje isso mudou, existem diversas empresas que criam os ambientes gráficos, as distribuições cada vez mais amigáveis de forma que uma pessoa com poucos conhecimentos consegue usar o Linux. Hoje o Linux é um sistema estável e consegue reconhecer todos os periféricos sem a necessidade de se instalar os drivers de som, vídeo, modem, rede, entre outros.

    https://i2.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/69/Linus_Torvalds.jpeg/180px-Linus_Torvalds.jpeg

    Linus Torvalds, criador e principal

    mantenedor do Kernel Linux.

    Alguma distribuições da

    GNU/linux:

    * Arch Linux

    * Big Linux

    * Caixa Mágica

    * Cytrun Linux

    * Debian

    * Debian-BR-CDD

    * DreamLinux

    * Famelix

    * Fedora

    * Insigne GNU Linux

    * Gentoo Linux

    * GoboLinux

    * Kake Linux

    * Kalango Linux

    * Knoppix

    * Kubuntu

    * Kurumin Linux

    * Libertas

    * Linux From Scratch

    * Lycoris

    * Mandriva Linux

    * Muriqui Linux

    * Red Hat Linux

    * Resulinux

    * RXART Linux

    * Skolelinux

    * Satux

    * Slackware Linux

    * Sorcerer GNU/Linux

    * SuSE

    * Suite Telecentro

    * TechLinux

    * tsl linux

    * Ubuntu

    * White Box

Alguns links uteis

Para quem quer apreender mais pormenores sobre este mesmo tema:

Link ! Carregar .

E já agora sobre distribuições:

Link ! Carregar .

O que é o software livre?:

Link ! Carregar .

GNU, o sistema operacional em si:

Link ! Carregar .

in wikipedia, (adaptado)

lumas18

h1

Slackware 12.2 Lançado

11 Dezembro, 2008

Após 7 meses de espera eis que sai o novo Slackware 12.2 com algumas novidades para os seus utilizadores que vou de seguida citar.bluepisw

Esta nova versão conta com o novo kernel 2.6.27.7, Xfce 4.4.3, KDE 3.5.10, suporte a HAL, ligação à rede com ou sem fios simplificada usando o WICD bem como algumas actualizações de segurança.

O X foi também melhorado suportando agora mais hardware e vem com o gcc-4.2.4 como compilador padrão

Segundo informação do site do projecto esta versão está mais actualizada mas mantendo a estabilidade que já é conhecida do Slackware.

Download (Nacional): Slackware 12.2_ISO

rkixa