Archive for Fevereiro, 2009

h1

Debian GNU/Linux 5.0 Lançado

15 Fevereiro, 2009

Após 22 meses de constante desenvolvimento, o Projecto Debian tem o prazer de anunciar o lançamento oficial da Debian GNU/Linux versão 5.0 (nome de código “Lenny”). Debian GNU/Linux é um sistema operativo livre que suporta um total de doze arquitecturas de processador e inclui os ambientes de trabalho KDE, GNOME, Xfce e LXDE. Também fornece compatibilidade com o FHS v2.3 e software desenvolvido para a versão 3.2 do LSB.

Debian GNU/Linux corre em computadores desde ‘palmtops’ e outros sistemas de mão até supercomputadores, e em quase tudo pelo meio. É suportado um total de doze arquitecturas: Sun SPARC (sparc), HP Alpha (alpha), Motorola/IBM PowerPC (powerpc), Intel IA-32 (i386), IA-64 (ia64), HP PA-RISC (hppa), MIPS (mips, mipsel), ARM (arm, armel), IBM S/390 (s390), e AMD64 e Intel EM64T (amd64).

Debian GNU/Linux 5.0 “Lenny” adiciona suporte para a plataforma Orion da Marvell, a qual é usada em muitos dispositivos de armazenamento. Os dispositivos suportados incluem a série QNAP Turbo Station, o HP Media Vault mv2120, e Buffalo Kurobox Pro. Adicionalmente, “Lenny” suporta vários Netbooks, em particular o Eee PC da Asus. “Lenny” também contém as ferramentas de construção para Emdebian as quais permitem que pacotes fonte Debian possam ser adaptados e encolhidos para respeitarem sistemas embebidos ARM.

Debian GNU/Linux 5.0 (Lenny) inclui o novo ‘port’ ARM EABI, “Armel”. Este novo ‘port’ disponibiliza uma utilização mais eficiente para processadores ARM tanto modernos como futuros. Como resultado, o antigo ‘port’ ARM (arm) foi agora descontinuado.

Este lançamento inclui numerosos pacotes de software actualizados, como o K Desktop Environment 3.5.10 (KDE), uma versão actualizada do ambiente de trabalho GNOME 2.22.2, o ambiente de trabalho Xfce 4.4.2, LXDE 0.3.2.1, o desktop GNUstep 7.3, X.Org 7.3, OpenOffice.org 2.4.1, GIMP 2.4.7, Iceweasel 3.0.6 (uma versão sem marca do Mozilla Firefox), Icedove 2.0.0.19 (uma versão sem marca do Mozilla Thunderbird), PostgreSQL 8.3.6, MySQL 5.0.51a, GNU Compiler Collection 4.3.2, kernel Linux versão 2.6.26, Apache 2.2.9, Samba 3.2.5, Python 2.5.2 e 2.4.6, Perl 5.10.0, PHP 5.2.6, Asterisk 1.4.21.2, Emacs 22, Inkscape 0.46, Nagios 3.06, Xen Hypervisor 3.2.1 (suporte a dom0 assim como a domU), OpenJDK 6b11 e mais de 23.000 outros pacotes de software prontos a usar (construídos a partir de mais de 12.000 pacotes fonte).

Com a integração do X.Org 7.3 o servidor X auto-configura-se com a maioria do hardware. Pacotes recentemente introduzidos permitem suporte completo a sistemas de ficheiros NTFS ou ao uso ‘instantâneo’ da maioria das teclas multimédia. Suporte para ficheiros de formato Adobe® Flash® está disponível via swfdec ou plugin Gnash. Foram introduzidos melhoramentos gerais para notebooks, como o suporte ‘instantâneo’ do escalonamento da frequência da CPU. Para tempos de lazer foram adicionados vários jogos novos incluindo jogos de puzzles assim como ‘first-person shooters’. Uma alteração notável é a introdução do “goplay”, um navegador gráfico de jogos que oferece filtros, busca, capturas de écran, e descrições para jogos, na Debian.

A disponibilidade e actualizações do OpenJDK, compilador Java GNU, interpretador bytecode Java GNU, Classpath e outras versões livres da tecnologia Java da Sun, na Debian GNU/Linux 5.0 permite-nos inserir aplicações baseadas em Java no repositório principal (“main”) da Debian.

Mais melhoramentos relativos à segurança do sistema incluem a instalação de actualizações de segurança disponíveis antes do primeiro arranque pelo sistema de instalação, a redução de binários ‘setuid root’ e portos abertos na instalação standard assim como a construção de vários pacotes de segurança crítica com funções GCC Hardening. Também várias aplicações tiveram melhoramentos específicos. O PHP, por exemplo, é agora construído com a patch Suhosin hardening.

Para utilizadores não nativos da língua Inglesa, os sistemas gestores de pacotes agora suportam descrições de pacotes traduzidas os quais irão automaticamente mostrar a descrição do pacote na linguagem nativa do utilizador, caso disponível.

Debian GNU/Linux pode ser instalado de várias médias de instalação como DVDs, CDs, ‘pens’ USB e disquetes, ou a partir da rede. O GNOME é o ambiente de trabalho predefinido e está contido no primeiro CD. Outros ambientes de trabalho – KDE, Xfce ou LXDE podem ser instalados através de duas novas imagens de CD alternativas. Mais uma vez, disponível com Debian GNU/Linux 5.0 estão CDs e DVDs de multi-arquitectura suportando a instalação de múltiplas arquitecturas desde um único disco, e este lançamento adiciona discos Blu-Ray permitindo arquivos para uma arquitectura inteira serem lançados numa única média de instalação.

Adicionalmente ao meio de instalação regular, a Debian GNU/Linux pode também ser usada directamente sem instalação prévia. Estas imagens especiais são também conhecidas como imagens Live e estão disponíveis em CDs, canetas USB e diferentes formas de configurações de rede. Inicialmente, estas são apenas disponibilizadas para as arquitecturas amd64 e i386

O processo de instalação da Debian GNU/Linux 5.0 foi melhorado em muitas maneiras: entre muitos outros melhoramentos, foi restaurado o suporte para instalação a partir de mais que um CD ou DVD, o firmware necessário para alguns dispositivos pode ser carregado usando médias removíveis e é suportada a instalação através de écran Braille. O processo de arranque do instalador também recebeu muita atenção: Pode ser usado um menu gráfico para escolher ‘front-ends’ e ambientes de trabalho, e para seleccionar modos avançado (expert) e de recuperação (rescue). O sistema de instalação da Debian GNU/Linux está agora traduzido em 63 linguagens.

Debian GNU/Linux pode ser descarregado agora via bittorrent (o método recomendado), jigdo ou HTTP; veja Debian GNU/Linux on CDs para mais informação. Irá também estar brevemente disponível em DVD, CD-ROM e disco Blu-Ray de inúmeros distribuidores.

As actualizações para Debian GNU/Linux 5.0 a partir do lançamento anterior, Debian GNU/Linux 4.0 (nome de código “etch”), são automaticamente geridas pela ferramenta de gestão de pacotes aptitude para a maioria das configurações, e até a um certo ponto, também pela ferramenta de gestão de pacotes apt-get. Como sempre, os sistemas Debian GNU/Linux podem ser actualizados no local e sem problemas, sem nenhum tempo inactivo forçado, mas é fortemente recomendado que leia Notas de lançamento para possíveis problemas, e para instruções detalhadas ao instalar e actualizar. As notas de lançamento irão ser melhoradas e traduzidas em mais linguagens durante as semanas após o lançamento.
Dedicação

Debian GNU/Linux 5.0 “Lenny” é dedicado a Thiemo Seufer, um desenvolvedor Debian que faleceu em 26 de Dezembro de 2008, num trágico acidente de automóvel. O Thiemo estava envolvido em Debian de muitas maneiras. Ele manteve vários pacotes e era o principal a contribuir para os ‘ports’ Debian para a arquitectura MIPS. Era também um membro do nossa equipa de kernel, assim como membro da equipa do Instalador Debian. As suas contribuições ultrapassaram em muito o projecto Debian: Ele trabalhou também no ‘port’ MIPS do kernel Linux, na emulação ‘MIPS’ do ‘qemu’, e em demasiados projectos mais pequenos para serem referidos aqui.

O trabalho de Thiemo, o seu empenho, os seus amplos conhecimentos técnicos e a sua habilidade de os partilhar com os outros irá deixar saudades. As suas contribuições não serão esquecidas. O nível de excelência de trabalho do Thiemo serão dificeis de continuar.

Fonte: Site Oficial

rkixa

h1

Neverball

14 Fevereiro, 2009

Incline o chão para fazer rodar a bola através de um campo cheio de obstáculos antes que o tempo se esgote. Neverball é em parte um puzzle game, action game, e inteiramente um teste de habilidade.

Neverball é capaz de correr em Linux, Win2K/XP, FreeBSD, e Mac OSX. Hardware com suporte a OpenGL é necessário bem como 500MHz de processador.

Aqui fica uma demonstração do jogo:

Site Oficial: Neverball

Espero que passem um bom tempo com este joguinho como eu estou a passar, é bastante viciante quando se apanha o jeito.

rkixa

h1

A Prova…

7 Fevereiro, 2009

Já não posto há algum tempo mas voltei e começo já com um video bastante hilariante que encontrei no youtube.

Ora este video é a prova que muitos utilizadores que dizem que detestam GNU/Linux por ser muito dificil, ser feio e por aí fora, nunca sequer o viram à frente e chegam ao ponto de o confundir com o Windows 7 e contradizerem, sem dar por ela, tudo o que provavelmente teriam dito até ali.

Chega de conversa e vejam com os vossos próprios olhos.

rkixa